HISTÓRIA

Oficina Brennand_SITE_Conteúdo_A Oficina

A Oficina surge em 1971 nas ruínas de uma fábrica de cerâmica do início do século XX, como materialização de um projeto obstinado e sem trégua do artista Francisco Brennand. A Cerâmica São João, antiga fábrica de tijolos e telhas herdadas de seu pai e instalada nas terras do Engenho Santos Cosme e Damião, no bairro histórico da Várzea na cidade do Recife, e cercada por remanescentes da Mata Atlântica e pelas águas do Rio Capibaribe,  tornou-se fonte inspiradora  e depositária da história do artista pernambucano.

"(...) Tudo se passou como se eu estivesse restaurando um
templo e não uma fábrica e foi esse caráter fetichista e obsessivo
que inspirou todo o processo de construção.” 

"De início, eu queria apenas restaurar uma fábrica que estava em ruínas, em homenagem ao meu pai que havia erigido essa fábrica em l9l7. [...] Eu sou um homem apaixonado por ruínas, então, imediatamente, a ruína daquela fábrica ganhou contornos de romance e passou a ser um desafio para mim.” 

Oficina Brennand_SITE_Conteúdo_A Oficina